VITÓRIA!!

Semana passada eu disse pra vocês que a minha vida ia mudar, quem se lembra??

Então.

Já tá acontecendo.

Trabalho das fadas, anjos e gnomos?? Pode ser, por um lado, mas por outro,tenham a certeza que é filhote de muito esforço por minha parte. Não se recomenda o trabalho de quem não trabalha direito.

Um trabalho freelancer num bufe muito especial, uma pessoa maravilhosa na arte de juntar almas afins… Facil e tranquilamente, nunca uma entrevista para conseguir trabalho foi tão parecida com uma conversa de comadres. Freelancer em termos salariais, pois em todos os eventos estarei presente, esta maquininha de cozinhar que vocês chamam de Mulherpolvo.

Sim, sim, eu mereço!!

E meus ambiciosos projetos pessoais podem ter um descanso agora.

Eu já não tenho mais o topete de lutar contra os movimentos da vida. O que importa é não parar de trabalhar com o que gosto.

Estou de TPM, mas to feliz.

Uma preguiça enorme de fazer meu suco, preciso falar. desejo intensamente uma empregada daquelas de novela, que leva café na cama junto com palavras de ânimo. Elevo duas preces aos céus: uma pela empregada, outra pela capacidade de cuidar de mim sozinha…

E sigo rebolante e vitoriosa, como num comercial de absorventes.

tem que ter paciência, moça!!

Preciso contar que estou na terceira semana da minha dieta… Leve, levinha… Já perdi uns quilos, mas não sei ao certo quantos, pois a balança do meu banheiro não merece confiança, e a daqui do hospital que é digital e novinha em folha, confere meus progressos de sapato, calça e casaco. Ta mór frio…  Então eu não sei meu peso. Mas já dá pra perceber uma diferença no meu corpo.

Essa melancolia que tem me acompanhado, segundo a minha mãe, é fruto dessa mudança na alimentação. Eu simplesmente larguei tudo o que há de industrializado além das carnes e gorduras. Só estou consumindo óleo de coco e azeite. E muito arroz integral bem cozidinho, empapado, com vegetais. Tem que dar um tempinho pro corpo acostumar, né?!

Mas ontem minha miguxa inaugurou o restaurante dela com um churrasco. Eu sou louca por churrasco. E comi carne e asa de galinha. E agora to passando mal, estufada, percebendo o esforço que meu organismo faz pra digerir a bagaceira. Porque também rolou uma cervejinha, sabe?!

Aprendi a lição. Isso não vai acontecer novamente…

Xô, égua!!*

Gente, uma coisa louca estar de dieta. Sonhei que estava numa churrascaria, olha só que coisa…

Não está sendo sacrifício nenhum limitar o cardápio a 1200 calorias, e eu na verdade não estava sentindo vontade de comer nada em especial (churrasco é vontade eterna, adoro!).

Bem, hoje eu estou de plantão, muito linda, bem humorada, de batom e tudo o mais. e comendo as coisinhas naturais de sempre.

Até que de tarde, bateu um tediozinho, pois, como a manhã foi muito movimentada, eu estranhei a calmaria. Foi ai que aconteceu! Uma vontade danada de comer pão e/ou biscoito, ou seja: carboidrato, branco, com queijo, de preferência.

Mais um insight: não era fome, era tédio, cansaço e vício. Xô égua!! *(termo usado por diversos personagens do  Érico Veríssimo, em O Tempo e o Vento)

Quais dos meus raros leitores percebem essa “fome” na hora do cansaço e/ou tédio??

Claro que comi apenas dois damascos para tapear, e agora, to me sentindo a mais linda e vitoriosa das criaturas!! Hahah

E vamoquevamo…

Você tem Fome de Quê??

Minhas queridas leitoras não entenderam. devem estar pensando que surtei de vez, por querer/precisar emagrecer uns 15 quilos.

Mas não me parece que você seja gorda, disse uma.

Magreza entristece, disse outra.

Então, vamos aos fatos:

Em primeiro lugar, eu estou com 75Kg, e isso é muita coisa. Eu nunca fui magrinha, minha constituição jamais permitiria isso. Me sinto bela com 65kg. Bela, mas não magra.

Toda essa banha gordura está localizada aonde? Ah! Adivinhou quem disse na barriga!! Até minhas filhas já sabem que gordura abdominal é um grande perigo para a saúde do coração!!

Na minha labuta hospitalar, não me falta doentes e coleguinhas me perguntando se estou grávida. Me resta o deboche e a depressão. Mas enfim, são pessoas sem noção, cujas opiniões não me importam… E chego em casa nove e tal da noite, faminta. Devoro uns dois (ou três) misto-quentes, de repente, depois, um chocolate. Gulodisse pura.

Meus ancestrais, além de gulosos eram TODOS cardíacos e diabéticos, e precisarei me cuidar de verdade, para que este não seja o meu fim.

Ah! Existe também a questão da roupas! Quase nada está cabendo, somente aqueles vestidinhos soltos de verão, e um short e uma minissaia. Quem nem ficam tão bonitos assim. E neste momento de vacas magras, nem pensar em comprar roupas de gorda.

Esses são os motivos para encarar uma re-educação alimentar, voltar a cuidar de mim e da minha saúde. Meu corpo, minha responsabilidade!! Não posso deixar nas mãos do BOB”S a tarefa de me nutrir!!

O lado bom é que, além de saber cozinhar, também sei comer. creio que me abandonei por pura preguiça. Por desamor. Por distração.

Estou disposta a colocar a comida no lugar certo dela: nutrição e energização!! E volto pra cozinha com carinho maternal, desta vez, não para preparar papinhas de bebê, mas para mim, com muito  amor.

E todas as manhãs tomo uma beberagem energizante. Um suco de luz, que para muitos seria das trevas. Eu passo na centrífuga: 1 limão, 1 maçã, 1 cenoura, 1 inhame, 1 pedaço de gengibre e uma folha de couve. Depois eu coloco uma colher de farinha de linhaça e mando pra dentro, fazendo cara feia, mas, na verdade, já estou me acostumando.

O intiuto aqui não é entar em padrão de beleza, mas entrar em padrão de saúde e vitalidade. Chutar pra longe a preguiça e a TPM, e andar feliz da vida, com minhas roupinhas de sempre.

Ah! esqueci de dizer que começo a atividade física em março.

Wish me luck!!!

Ai, como me dói!!

Liga não, fia.

Ano que vem tem tudo denovo.

Quem sabe você nem precise trabalhar tanto, e possa curtir mais.

Só porque sua escola de samba caiu,  porque o regime está deixando você faminta por uma picanha bem gordurosa e sangrando, porque amanhã é sua folga e vai chover??

Ah!! Bobagem, menina!!

Poderia ser pior. Pense comigo:

Hoje tem jogo decisivo pro Flamengo, e um apagão pra te deixar com calor é sempre uma boa hipótese para Murphy.

Depois tudo volta à alegria de sempre. E melhor, magra, do jeitinho que você quer.

Quantos quilos mesmo, você planeja perder? Ah!! Quinze!! Pense na saúde e na beleza, deixa a picanha pra lá… Morda sua maçã que a fome passa.

A dor de cotovelo pela escola passa rapidinho também. Palavra de honra.

YOU LIVE FOR THE FIGHT AND THAT’S ALL THAT YOU GOT!!!

Enquanto eu quase derretia na cozinha com aquele forno ligado, tocou meu telefone. Um convite para trabalhar numa feira, essa semana. Como a minha maratona de cozinha já teria acabado e eu to de férias no hospital, topei na hora. Mas antes da feira, as emoções do finde:

Sexta-feira:Méeeeeeeeeeeeeeeeee!!!

Comecei o dia ainda terminando as rosas de açúcar, e outros detalhes da festa de casamento da Afrodite. À tarde, partimos, Tchela e eu, para preparar o jantar. Para os convidados e anfitrião, um jantar completo. Para mim e Tchelita, apenas o aperitivo. O cardápio:

Antepastos: canapés de fígado de frango com nozes; canapés de berinjela; canapés de cebola gratinados

Entrada: salada de folhas com palmito fresco cozido em manteiga de ervas

Prato principal: Pernil de cordeiro com risoto milanês

Sobremesa: mousse de chocolate branco com calda de maracujá.

E foi isso. Tudo uma maravilha, no ponto. O anfitrião, que já comeu nos melhores restaurantes do mundo, amou a minha comida!! Me senti muito bem e nas nuvens, mas ainda havia mais duas etapas para pensar em sucesso.

Sábado: Livin’ on a prayer!!

Muito cansadas. Era assim que estávamos, desde o primeiro momento do dia. Mas uma dose dupla do poderoso “shake da Mulherpolvo” resolveu nosso problema. Eu estava de fato muito, muito nervosa. Aquele nervoso que nos faz falar baixo. Não existe palavra que explique o tamanho da aflição e do medo que senti. Mas fui. E fiz bonito, denovo. Tudo ficou maravilhoso e Afrodite amou tudo o que servi na festa dela. Mas o final de semana ainda não havia acabado…

Domingo: Rubra e negra!!

Um último bolo para entregar, mil coisas que deram errado. prometo em breve deixar aqui as fotos de tudo o que cozinhei no final de semana, mas hoje não dá. O fato é que este último bolo me deu um problema na pasta, e eu precisei improvirar para esconder este defeito. Foi uma grande superação, o sentimento de dor, e depois de vitória, mil coisas passando pela cabeça, até sair de casa com um bolo bonito, mas não lindo.

Não encontrei a noivana entrega, mas meu coração já me dizia que ela não ia gostar. Só quando cheguei á Niteroi que telefonei para ela, que disse que gostou “mais ou menos”. fazer o que, além de torcer pelo FLAMENGO e beber, beber… Com as melhores amigas ao lado, qualquer decepção fica menos triste, e no dia em que meu time se tornou HEXACAMPEÂO acabei reencontrando pessoas e situações que muito me alegram.

Hoje, quarta à noite, muito cansada por conta da feira. Vim escrever de fofoqueira que sou…

Reflexão da semana: agradar à todos é impossível, então, melhor nem tentar.

SUCESSO ESTURRICANTE!!!

Acordo antes de o despertador tocar, seis e pouca da manhã. Depois de uma respiração profunda, me lembro dos compromissos do dia. Rosas de açúcar!! O primeiro contato com um ser humano: minha mãe, lembrando que a minha filha mais velha precisa ir ao dentista, ou seja, eu preciso largar meus afazeres para levar a menina ao dentista. NÂAAAAAAAAAAO!!!

Não posso, não tenho condição de gastar nenhum minuto desta segunda feira. Tenho muitas rosas a fazer, além de precisar começar os recheios dos bolos, terminar a quantidade pornográfica de salgadinhos… Enfim!

Sete e trinta. finalmente poderei começar o trabalho. Só pra começar já é um troço. retirar mil coisas do lugar e instalar as caixas e maletas que guardam o material de confeitagem.

Pego uma pasta elástica novinha para usar. separo os cortadores. a pasta é molenga e vai demorar a pegar ponto.

Os dedos já estão todos melecados com a pasta molenga. Putaquepáriu!!! Ai, ai, não posso falar palavrão fazendo flor de açúcar!! Não posso falar nenhum dos palavrões do meu extenso repertório quando estou cozinhando ou confeitando, para não amaldiçoar a comida. Mas são oito da manhã, faz um calor digno do Inferno, minha mão tá toda melecada e eu preciso ver o trabalho andar.

Acendo um abajour com uma lâmpada de 100v ao meu lado, para que as flores sequem mais rapidamente. Mas essa joça esquenta, e muito. Subverto a ordem das confeiteras e ligo um ventilador em cima de mim. O lado bom é que a pasta elástica vai pegar ponto mais rápido. O ruim é que vai pasar do ponto mais rápido também.

Jogo um miojo no prato de cada filha, jurando que, na semana vem, as coisas vão melhorar para elas.

Duas da tarde: preciso assar pasteis de forno. e o que já era quente, fica… mais quente ainda!! Forno a 200 graus, lâmpada de 100v, calor de verão.

Enquanto lavo a louça, olho pela janela. Ê solzão!!! Um mergulho no mar agora, hein?! Que tal?!

A praia que espere. Derreto de calor realizando meus sonhos.

Tudo o que eu queria era sucesso profissional. Olha ele aí, me tirando da praia e colocando na cozinha, bem quente!

PS: o blog completou 20mil visitas e eu nem vi. Completou 500 comentários e eu também só vi depois. estou sem fazer a sombrancelha faz duas semanas, e as mãos estão piores que a do caseiro da minha casa. É o sucesso….