De repente, é amor.

Falta pouco para completar quatro anos. Essa novela parece que não tem fim, e mesmo quando eu decreto aqui que acabou, duvido que alguém acredite, assim como os amigos do mundo real não acreditam.

Sim, amigos, eu e Puro-Osso estamos tentando novamente… Parece piada? Nem eu, nem ele entendemos. Se muitas vezes o chamo de “minha casa”, outras tantas quero que ele suma e vire pó.  E creio que oposto também seja verdadeiro.

Penso que, se a vida nos coloca frente a frente tantas vezes, se o coração ainda dispara, se geograficamente falando” lugar certo” para mim significa o peito dele…. Volto para casa!!!

E, de volta em volta, vou aprendendo a ser menos egoísta, vou ensinando também outras coisas. Medo? Não sei, não sei. Nem medo, nem coragem. Vontade que o tempo pare nesses dias de paz e de felicidade.

PS: mais uma confissão: ao romper do primeiro minuto de 201o, em voz alta falei “quero um filho homem”. Só percebi o que havia pedido depois de ter pedido… Bem quem sabe, né?!

Anúncios

Uma resposta

  1. Voltei aos anos 80: por acaso namoras o Esqueleto?! Que apelido infame… Mas se as voltas são mais constantes que as despedidas, o diagnóstco é claro: amor! Tome sem medo de reações adversas! Abração e bom embarque…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: