Loucura por loucura, inda sou mais as minhas: gente e comida.

Sexta feira eu estava escrevendo sobre o plantão terrível que estava me fazendo rir, ao invés de chorar, pelo ridículo que as pessoas passasm ao se exceder em pitis histéricos infrutíferos. Não deu, tamanho o volume de trabalho.

Sábado e domingo fiz da minha cozinha um laboratório, fui aplicar o que venho aprendendo sobre gastronomia molecular e praticar outras receitas, para alegria e deleite das minhas três amadas (mãe e filhas).  Este prato é uma trilogia de raviolis (massas de pimentão, de beterraba e de espinafre). O recheio era de queijo cremoso, pimenta rosa, ervas e castanhas de caju.

IMG0051A

Com as massas que sobraram depois que o recheio acabou, eu fiz esse talharim:

IMG0052A

Suverti a ordem das coisas e preparei os pratos principais antes das entradas, na verdade uma só: carpaccio de palmito pupunha, com tapenade e spaguetti de beterraba. Peraê!! Que papo é esse de spaguetti de beterraba, Mulherpolvo? São as aplicações de gastronomia molecular que eu falei antes. O que posso dizer é que tem gosto de beterraba. E que o avental que eu usei, o chão e a bancada da minha cozinha ficaram cheios de pinguinhos vermelhos.

IMG0056A

IMG0059A 

Agora, imaginem que eu estava sozinha em casa, ouvindo muita musica legal, preparando os pratos e fotografando… Daí, depois que eu tinha quatro pratos feitos na minha frente, me lembrei que só tinha euzinha para comê-los…Nesse caso foi bom, porque vocês podem acreditar: sou muito melhor cozinheira que fotógrafa!!!! Sério, essas fotos eu tirei do celular, pois esqueci de comprar pilhas novas para a máquina.

Sim, sim!! Também teve sobremesa!!!  Torta de brigadeiro… Essa eu nem fotografei, tamanha a gula de cortar e levar pro quarto logo. 

Muitas vezes eu escrevo aqui sobre essas coisas corriqueiras por falta de coragem de escrever o “papo reto” de verdade.  Travessuras, quem não as comete? Eu acabei de cometer uma das boas, e, quando a travessura é boa mesmo, de verdade, ela é secreta. Impublicável.  Adoto o meio-termo escrevendo que pequei. Mas omito o pecado…

Comemoro o feriado antecipado do dia do servidor público de plantão.  E que minhas panelas não me escutem, mas eu realmente amo esse estranho ofício de escutar desaforo de médicos, doentes e  familiares de doentes enquanto atendo o telefone, digito cadastros no computador, organizo filas, e me torno mais humana. Muito em breve estarei mais dentro das cozinhas que deste hospital, e sentirei muitas saudades. É que tem gente que é louca. Bem, eu sou louca. Louca por gentes de todo o tipo.

Anúncios

2 Respostas

  1. Oi Baby,

    Tudo bom? Ai que pratos lindos!!!! Arrasou.

    Beijão,

    Bela – A Divorciada

  2. Mulher prendada é tudo de bom.
    Cozinha, bordado, costura é tudo terapia. Nossas avós não tinham TPM nem pitis de menopausa nem nada…viviam na terapia ….e lembrando das minhas avós, elas não tinham nada de submissas , eram prendadas, ficavam em casa e mandavam nos maridos. Uma avó teve 2 maridos e a outra teve 3.
    Estou no segundo – mas quero bater o record delas….
    Bem….toma 1 comprimido à noite e 1 pela manhã.
    É anti stress e por causa do ouro contido na química logosófica da Weleda, promove autocura – até do que a gente não sabe que tem.
    Experimenta e depois me conta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: