EU, LACAN E MEUS MARIDOS.

Quarta-feira: ainda penso no meu final de semana e em todas as reflexões que ele me proporcionou.
Para quem não gosta de confissões psicanalíticas, melhor parar por aqui.
Estar com dois ex-maridos, numa boa, bebendo, comendo e conversando, muito legal. Trocar os nomes dos dois o tempo todo, sem conseguir chamar ninguém pelo nome certo, isso sim, foi uma tremenda pala.
O que eu entendi foi que os dois, dentro do meu inconciente, são a mesma pessoa, ou a mesma coisa.
Os dois detém o poder de me completar, numa abordagem lacaniana (!!!), através do falo (pênis).
Eu falei que ia rolar um papo psicanalítico, não falei??
Relembro os sete anos ao lado de Fê, os quatro ao lado de Puro-Osso. O desejo, o absurdo desejo, querer alguém, querer “ser” este alguém, entrar pela pele, pelos poros, dominar, escravizar, tornar um só corpo.
Lendo Lacan e Freud, tudo fica mais simples e engraçado até.
Em Lacan, o falo é afirmado como função significante. Ele é dito como o significante da falta, o significante do desejo do Outro. Lacan esclarece: “uma vez que se trata de um significante, é no lugar do Outro que o sujeito tem acesso a ele.”
E depois a frustração de não conseguir, de forma alguma, “estar no lugar do outro”.
Não gostei da mulher casada que fui, nem com Fê, nem com P.O., nem com o outro marido (não gosto de falar sobre ele, doeu muito, foi muito ruim). Não me sentia desejável, não me sentia linda, nem glamourosa, nem pop-star. Só a esposa. O avental todo sujo de ovo. A que fica em casa esperando, a que ouve as mentiras.
Ah!! Lacan!!
Nesta neurótica tentativa de complitude, me perco.
Porque existem vazios dentro de nós que nunca, nada preencherá!

Anúncios

3 Respostas

  1. Concordo. Somos responsáveis pelos nossos vazios.
    Sexo não preenche vazio e nem é amor. É complemento do amor.
    Um dia enche o saco.
    Putz….Lacan é o maior delírio.
    Adoro papo de psicologia…filosofia…antropologia..e vai por aí….
    Beijos

  2. Menina polvinha,sabe que adorei esse post? talvez pq vc teve justamente um papo cabeça com a gente,seus leitores amigos.Eh,sei o que é querer ser o outro,suas entranhas,sua essência. Creio que só mesmo com o falo deles conseguimos esse transporte pq ficamos acoplados,siameses,2 em um. Nada pode juntar mais duas pessoas que o sexo absoluto. Mas sexo com quem se ama,claro.Sexo por sexo é a coisa mais sem graça e frustrante que existe.E depois,o vazio. Acho que vc traduziu o que senti pelo “bruto”:eu queria me trocar por ele,entrar sob sua pele,me apoderar de sua alma. Pela primeira vez(e última) senti isso por alguém. Errei feio.
    Bom,deixemos isso pra lá. Parabéns,amiga,pelo seu entusiasmo por tudo o que faz.li o post anterior que eu estava devendo:corajosa! Ficar 12 horas preparando um banquete! Mas se esquecer de tirar a pimenta dos dedos nào estava no seu script…rss.
    bjs,querida.

  3. Meninas!!
    Amo vocês duas ainda mais!!
    Por que?

    porque nem eu mesma havia entendido meu texto…kkkkk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: