PIPA AVOADA

Para tudo na vida existe uma primeira vez.

E hoje vou falar de algumas que me aconteceram nos últimos tempos.

Era um gatito muito gostoso interessante. E começaram as trocas de olhares. E essas trocas de olhares, cada vez mais cobiçosos, levaram meses. Pela primeira vez ponderei, com calma, sobre a conveniência de ceder ou não a esse desejo. Sim, queridos, eu nunca havia ponderado tanto assim sobre a “conveniência” das coisas. Muito menos de um desejo. Porque eu sempre mimei os meus…

Meses se passaram até que o sujeito me convidasse para sair. Mas, metidinha e ponderada como jamais antes, aceitei, mas para o outro final de semana. E me preparei, viu?!

E desejei ainda mais.

E não deu certo, não rolou. Pela primeira vez, um encontrro cancelado assim, no mesmo dia. Coisas de trabalho, sabe? Duvido que tenha sido, enfim.

Mas aí, eu já estava preparada (mães separadas precisam mobilizar um semi-exército para sair á vontade, sem hora para voltar), e cheia de fogo no coo. Voltar para casa depois do trabalho? Tsc, nem pensar!!

Mobilizei as amigas.

Um programa chato, em Niterói, com as mesmas pessoas de sempre, e á pé, o que significa não poder rodar a cidade toda como eu gosto.

Mandei todos às favas e fui atrás de outra primeira vez.

(pausa para uma musiquinha)

A primeira vez que sentei em um bar e pedi uma cerveja, completamente sozinha. Por mais maluquinha que eu seja, sempre me senti tímida e encabulada de me sentar sozinha em um bar e beber alccólicos. Quando precisava esperar por alguém em um bar, sempre pedia refri ou água. Sério.

Mas eu queria exatamente fazer aquilo. Beber sozinha e conhecer gente diferente, ou não conhecer  ninguém, whatever, era cedo e eu poderia tentar antes de ceder ao convite das amigas.

Fui prum bar bem lotado, e me sentei numa mesa ao lado de uma enorme, cheia de homens bebendo pela despedida de um solteiro. Muito fofo e divertido. Nesse meio tempo, conversei com uma holandesa em visita ao Brasil ( em inglês, afinal falo o idioma muito bem).

Enfim, depois de umas três garrafas (!) recebi um telefonema. Trabalho. Pedido de orçamento. O tipo de telefonema que espero todos os dias, a todo momento, me chega num momento em que estou com a boca mole, num lugar barulhento, numa quinta-feira. Putaquepariuporra caraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaalhoooo.

“Não posso te dar uma base de preços asim, no chute. Amanhã preparo três propostas diferentes e entro em contato com a senhora.”

E fui atrás de fazer outra coisa pela primeira vez.

(que rufem os tambores….)

Entrei numa boate sozinha, para dançar!!!

E adorei. Dancei muito, conheci várias pessoas, meninas, meninos, gente de Niterói e de longe, mas o mais importante: fiz o que eu quis, sem precisar ceder ou convencer. Amei!!

Acordei no dia seguinte com um o olhar rebelde, transgressor, vitorioso.

Mas o meu neurônio “do contra” falou baixinho no meu ouvido:

“Tsc, tsc…Você já está muito velha para ser essa pipa avoada…”

Anúncios

4 Respostas

  1. Menina estive na sua cidade e adorei.Sim as vezes precisamos destes momentos “loucos”.Eu sou filha única portanto,muitas vezes estou sozinha,acho que ja acostumei.Faz parte.tenha um domingo e uma semana deliciosa,
    beijussssssss

  2. Velha ????????
    Eu , heim !
    Você está viva . Interessante a sua coragem de jogar tudo para o alto e ir beber sozinha e depois ir dançar sozinha.
    Essa é a verdadeira liberdade. Gostar da nossa companhia. O máximo , moça.
    Boa semana !

  3. minha amica é loosho poder e sedução…
    cama redonda e banheira de hidro (abaaaaapha!)

  4. Rsrsrs… coisa boa transgredir… estou cada dia mais anarquista… rsrsrs… se puder, dê uma olhada no post “Cartão Vermelho”, no bloguizinho. Adoraria saber sua opinião.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: