FROST YOURSELF!!!*

Escrevo do hospital, a internet foi religada!! U-huuuuuuuuu!!
E eu que estava com uma necessidade quase patologica de escrever, ao ponto de acordar às duas e meia da manhã, com vontade de ligar o computador. O que eu ia escrever?
Ia escrever que estava (reparem bem, estava) angustiada, com a sensação de um tiro de canhão, bem no meio do peito.
Ao invés de sair da cama quentinha, entreguei meus medos ao amigo Jesus, chorei, conversei, falei da minha dificuladade em ter paciência e em esperar. Nessa hora, chovia bastante.
Todos os dias da vida da gente são dias abençoados. Todos os dias são grandes dias, mesmo que não pareça. O simples fato de o nosso corpo estar funcionando harmoniosamente já é uma grande coisa.
Acordei naquela hora pornográfica para trabalhar (quatro e meia). Estrelas mais que brilhantes, uma lua sorridente, igual aos desenhos das minhas filhas. Apesar da hora, do frio, de ter que sair do lado da minha família para passar 16 horas longe, eu sorria.
E aqui estou, linda, cheirosa, alegre como sempre, usando as minhas armas secretas.
Armas secretas?? Como assim?
Vou explicar: eu adoro uma literatura subversiva. E a minha escritora subversiva preferida é a Clarissa Pinkola Estés, aquela, do “Mulheres que Correm com os Lobos”, sabe?!
Hoje eu estou lendo “A Ciranda das Mulheres Sábias”. Olha que lindo o sub-título: “ser jovem enquanto velha, ser velha enquanto jovem”…
E não é exatamente o que eu quero?? Olhos de anciã, pele de bebê, rosto de anjo…e um corpinho pro pecado, né não?! hahaha
Não há possibilidade de não transcrever um trecho do livro:
“Através de suas práticas diárias, tornou-se aparente para mim que não era apenas O QUE da vida de uma velha que era imprtante, mas também recursos interiores_ o que havia dentro dela, que sabedoria e forçade coração haviam sido acumuladas…Parte semeada de propósito, aprte trazida pelo vento- mas tudo colhido com consciencia.
Em todos seus trabalhos e ofícios, as velhas falavam de como era importante questionar a vida insossa e os chamarizes da ganancia do consumo, e até necessariamente resistir a eles. Elas acreditavam que era não só nosso dever, mas também nossa função e prazer, por em perigo toda tirania (…), desafiar todas as ordens e normas que pudessem prejudicar ou arrasar nosso espírito, ou esvaziar nossa esperança. (…) Sob o efeito da generosidade e da oportunidade de ser generosa, uma impressionante combinação para um elixir de cura, elas desabrochavam.”

Eu quero muita coisa dessa vida. Mas no meio de tantos quereres, descobri uma coisa fundamental.
O que eu mais quero é sabedoria.
E sabedoria não é cultura, não, viu?!
Sabedoria é a cultura aplicada. Não adianta saber, só saber, só a teoria. Pra valer mesmo, só colocando em prática…

(Hoje “ganhei” a oportunidade de ser generosa com minhas companheiras de trabalho, fazendo hoje e sábado plantões de 24 horas, que me serão retribuidos em duas semanas.
Me sinto feliz em poder cooperar com minha equipe, sem demagogias.)

E eu que quero tanta coisa da vida, percebi, no meio da madrugada que, se for necessário congelar os projetos, se for impossível continuar engolindo a vida pelo mundo afora, mesmo assim, posso ter o mundo dentro de mim, onde quer que eu esteja. Mesmo sem sair de dentro de casa, mesmo sem ganhar milhões.
Nossas almas passeiam entre vidas para adquirir o que? Não é o novo C3 não!!
Para aprender a amar, apenas isso.
Todos os recursos de bem-estar, de luz e de amor estão dentro de nós.
Embora às vezes a gente pense que está nos braços de um bonitão.

* ESTE TÍTULO EM HOMENAGEM AO FILME “COMO PERDER UM HOMEM EM DEZ DIAS”, QUE SIGNIFICA MAIS OU MENOS : “ILUMINE-SE”

Anúncios

5 Respostas

  1. “E eu que quero tanta coisa da vida, percebi, no meio da madrugada que, se for necessário congelar os projetos, se for impossível continuar engolindo a vida pelo mundo afora, mesmo assim, posso ter o mundo dentro de mim, onde quer que eu esteja. Mesmo sem sair de dentro de casa, mesmo sem ganhar milhões.
    Nossas almas passeiam entre vidas para adquirir o que? Não é o novo C3 não!!
    Para aprender a amar, apenas isso.
    Todos os recursos de bem-estar, de luz e de amor estão dentro de nós.
    Embora às vezes a gente pense que está nos braços de um bonitão.”

    É exatamente como eu me sinto, com excessão do bonitão, pq meu marido é bonitinho.

    “posso ter o mundo dentro de mim, onde quer que eu esteja”.
    Perfeito, isto revela o estado de espírito superior da pessoa.Tem pessoas que me conhecem e perguntam pq eu nunca reclamo da vida? Simples pq eu estou satisfeita com ela e apesar dos altos e baixos, eu nunca perdi o gosto por ela. Sou feliz aqui no meu suburbio de SP, como seria em Paris, não quero status quero sensações, momentos e experiências.

    Nossa seu texto me inspirou hj. Lindoooooo!

    P.s.. posso tirar este trecho e colocar no twiiter? Bjs.

  2. @tati: vc pode tuuuuuuuuuuuuuuudo!!

  3. É, paixão pela vida. Temos sempre que nos lembrar de todas as oportunidades que temos de aproveitar todas as oportunidades que existem.

    Antes de mais nada temos que agradecer, e claro, continuar sonhando.

    Beijos,
    Frô

  4. Cada dia vc me surpreende mais,mulher corajosa é outra coisa, menina! E,qto à sabedoria, os livros ajudam demais a formarmos nossa visão de mundo,a ter valores.Esse mesmo, da Clarissa Pinkola, é um dos meus livros de cabeceira. Já me ajudou mto.Estou precisando reler pq começo a vacilar comigo mesma… Homem,quem mais faz uma mulher se sentir feliz ou terrivelmente infeliz? Retomar as rédeas é preciso. Ai, tô um saco hj.
    Bjos,querida

  5. Quando a gente trabalha nesses esquemas de plantão a ÚNICA coisa que salva é a ajuda mútua mesmo, senão praticamente não se tem vida social. Oi, você me lembrou que estou putinha pq um colega não quis trocar de folga comigo porquê “Ele preferente trabalhar domingo do que sábado”, mas oi, não pedi por um motivo à toa, é a minha formatura. Egoísmo é o mal do século. Ele que nunca precisa de mim. (Pq sim, não sou um ser tão evoluído espiritualmente pra deixar de dar o troco na hora certa, hunf).
    Lindo post cheio de sensibilidade, como sempre. Beijo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: