É DANDO QUE SE RECEBE

Fazer o bem sem sabem a quem, lema que alguém me contou certa vez, ainda na década de 90.
Um trabalho vonluntário faz um bem gigante ao coração e à cabeça das pessoas. Muitas vezes, o início é chato, dá preguiça… Mas depois, quando a gente vê que está fazendo diferença para alguém, tudo se torna um prazer.
Minhas alunas de culinária são uma benção. Dez adolescentes, meninas meigas e carinhosas, vinte olhos a brilhar quando eu chego.
E os meus? Merrmão, sábado passado ao me despedir quase chorei, pois só vou vê-las denovo dia 30/05. Não conheço palavras pra descrever o bem estar que eu sinto quando estou com elas, quando elas vão me perguntando coisas e eu vou só falando, o que pra mim é corriqueiro, para elas é uma baita novidade.
Sem brincadeira, eu por mim estaria todos os dias convivendo com elas…
Da mesma maneira, quando eu sou espetacularmente fofa e eficiente no hospital, resolvendo uma coisa cabeluda pra um cliente, me dá uma sensação gostosa, de dever cumprido.
Enfim, ficamos sem empregada e eu to aqui, amarradona, fazendo coisas que eu antes achava um porre. É que eu acabei descobrindo que esta é uma forma maravilhosa de dar carinho aos que eu amo.
Outra coisa curiosa que acontece é que agente se esquece completamente dos próprios problemas, quando se doa aos outros. Alivia o coração e deixa as mágoas no lugar onde elas devem estar: no passado.
A mulherpolvo recomenda a todos um momentinho que seja em doação a outrem.
Vale á pena.

Anúncios

7 Respostas

  1. Menina, eu morro de vontade de fazer trabalho voluntário!!!! Vou fazer um dia, não demoro.

    Adorei “casado, só comigo!!!”, hahaha!!!!

    Beijão,

    Bela

  2. Eu faço as vezes, um pouquinho aq, outro pouquinho ali. Mas gostaria muito de trabalhar com idosos, já visitei alguns asilos e esta nos meus planos. Ah! Tbém frequento palestras espíritas. Curso de culinária, interessante e bem diferente da sua aréa, né. Parabéns.

  3. Bem,
    To na fila esperando sua “Doação”
    []s
    O Carioca

  4. Tati: Se vc mora no Rio, existem caravanas espíritas à asilos de idosos, uma vez por mês. è bem interessante para começar, foi assim que eu comecei.
    O curso é de culinária porque TAMBÉM sou cozinheira. Nãose esqueça que sou polva, faço de tudo ao mesmo tempo.

    Carioca: Não considero conveniente que eu lhe “doe” assim, simplesmente. Te daria muito trabalho…não sei não…

  5. Tati: Se vc mora no Rio, existem caravanas espíritas à asilos de idosos, uma vez por mês. É bem interessante para começar, foi assim que eu comecei.
    O curso é de culinária porque TAMBÉM sou cozinheira. Nãose esqueça que sou polva, faço de tudo ao mesmo tempo.

    Carioca: Não considero conveniente que eu lhe “doe” assim, simplesmente. Te daria muito trabalho…não sei não…

  6. Octopussy: Não sou Moreira Franco, mas, meu nome é Trabalho!

    []s
    O Carioca

  7. Carioca: empalhei.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: