NAVIOS NEGREIROS DO SÉCULO XXI

Não comentei aqui sobre o que aconteceu nas barcas que atravessam a Baía de Guanabara quarta feira passada por inércia, ou excesso de afazeres, não lembro.
Véspera de feriadão, todos os niteroienses e adjacentes escaldados evitam de usar a ponte. Claro, né?!
Só que pro pessoal da Barcas S/A não é tão óbvio assim, então eles não colocaram nenhuma embarcação extra pra galera ir pra casa. Deu merda, claro. Nenhum trabalhador quer voltar pra casa num navio negreiro, amontoado, maltratado… e pagando! Ivadiram a estação, quebraram tudo e eu, esperei em pé em uma fila por uma hora e meia para embarcar num catamarã (que é transporte de rico, custa R$8,00 e serve a população que mora na área mais nobre de Niterói).
No dia seguinte, o presidente da concessionária Barcas S/A disse na televisão que o povo não tem nada que ir todo na mesma hora pegar barca, que quem tá errado é quem evita a ponte e pega a barca. Ele, que é dono da maior empresa de ônibus do estado do Rio, não acha que deveria colocar mais barcas nas vésperas de feriado…
Acontece que hoje flagaram os agentes ferroviários da Supervia batendo e chicoteando os usuários na estação de madureira.
Como num navio negreiro. Denovo, só que dessa vez pobres de outras áreas.
Faxineiros, atendentes de lanchonetes, domésticas, pessoas pobres de todo tipo pagando passagem para apanhar. Socos, chicotadas e muito desrespeito. A maior e mais carente parcela da população, sendo tratada dessa maneira adiquire uma espécie de ressentimento social que os leva a odiar quem tem mais, ou quem mora melhor, ou quem pelo menos é tratado com algum respeito.
Não adianta apenas demitir esses animais, porque sempre virão outros. É ordem da Supervia “usar a força” para que as portas dos trens se fechem, e para que nenhum usuário suba pelas janelas. Usa-se até barras de ferro para conter os usuários.
Mas não seria mais simples colocar mais trens, em bom estado de conservação e com horários respeitados, para que estes não excedam a lotação?
São essas atitudes das instituições que fazem com que o poder paralelo da bandidagem avance tanto. Como convencer um jovem a ser um cidadão consciente e trabalhador, se ele só é respeitado quando tem uma arma na mão? Não é com porrada nos mais desfavorecidos que se constrói um mundo melhor. O que será que precisa acontecer de pior para que entendam isso?

Anúncios

Uma resposta

  1. O mais legal é que, ao invés de se cortar a concessão das barcas s.a. por não cumprimento de contrato, o governo liberou mais 8 milhoes pra melhoria dos servicos.

    []s
    O Carioca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: