ENTÃO…

A festa já foi. Foi legal, pena eu estar muito bêbada…rsrsrs

Acontecem uns flashbacks, tipo “ih, caramba, a fulana foi na festa!!!”

Aliás, posso comentar minha vida por flashbacks, afinal, como exigo muito dos meus poucos neurônios, eles teimam em falhar após uns drinks. Brilhei, dancei e me diverti. Comemorei e celebrei.

Dos meus vários “namorados” eu não soube nada naquele dia. Assim foi melhor, eu acho. Engraçado foi terminar o dia do meu niver pensando em vc.

Durante todo o mês pensei em te matar, em te esnobar…

pensei o tempo todo que o seu amor não resistiria ao natal e ao meu niver, e que vc acabaria me ligando. E eu te esnobaria.

Repare bem, caro leitor, depois de quase um ano inteiro tentando me desvencilhar desse cara, na hora que eu consigo… lamento.

Lamento o que? Faz parte da mulher poderosa ficar agitando os pezinhos dizendo “larga do meu pé”?????

Não, não…

Anúncios

(RE)COMEÇO!


Hoje é minha segunda estréia.

Esse é o meu 2° blog. Qualquer dia coloco aqui o link do antigo, do velho, que não me serve mais.

Como voltar a postar no antigo, depois de quase dois anos??? A essas alturas, já sou outra pessoa.

Outra, não, meu senhor!!!  OUTRAS!

Calma, calma, eu não sou uma grávida postando azias e enjôos… É que agora eu sou várias, vários papéis que precisam ser desempenhados nas 48 horas do dia. O que??? O dia tem apenas 24 horas?? É porque o senhor não me conhece… ainda!

Divido minhas horas com o emprego, o trabalho que satisfaz meu coração (mas não ainda o bolso), duas filhas e a frenética vida de solteira, boêmia e namoradeira.

Ao senhor que fizer a caridosa bonbade de me acompanhar, prometo lágrimas e gargalhadas.

 E poucos erros de português.

Hoje é quinta feira, na verdade falta apenas um minuto para a sexta. E dai? Amanhã minhas amadas filhas partem para a Bahia, para a casa do pai (não o Pai, O Senhor, mas simplesmente o pai delas). Domingo é meu aniversário e completo trinta e poucas primaveras… esse ano vai ter festa, e além de toda a trabalheira que dá organizar uma, eu estou fazendo mala de crianças, administrando o meu ex marido estar hospedado em minha casa faz uma semana, preparei ceia de natal para minha família e para vender tb… Sou polvo, me sinto feliz sendo polvo, e não suporto ter apenas uma coisa para fazer. Preciso de várias.

Falei da trabalheira de organizar a festa, mas não falei da expectativa que estou sentindo.

“o melhor da festa é esperar por ela”_ que nada!!! O melhor da festa é a festa! Odeio ter que esperar…srsrrs